BlackFridayPortaldolocador2017

Notícias Portal

Novidades do Rental – 46° Semana de 2017

Novidades no setor de Locação de máquinas e equipamentos para construção civil. O PortaldoLocador.com informa os acontecimentos mais pertinentes para quem está envolvido com o nicho de Rental.

Construtoras unem-se para prevenir acidentes

Numa iniciativa pioneira no Brasil, um grupo de construtoras, sob coordenação do Seconci-SP, iniciou um projeto que visa criar indicadores para difundir a cultura de Segurança do Trabalho e medir a sua relação com a produtividade da construção civil. A ideia é unificar diferentes indicadores de Segurança do Trabalho, levantar os custos gerados por acidentes e o percentual de investimento realizado pelas construtoras em relação ao custo da obra, além de evidenciar os impactos negativos relacionados à imagem das empresas frente às ocorrências de incidentes. O primeiro passo do projeto é a identificação dos diversos dados existentes. “Há uma deficiência de estatísticas confiáveis no mercado referentes a acidentes de trabalho na construção civil. Como o Seconci-SP visa a segurança do trabalhador, pretendemos gerar um banco de dados que contribuirá para o setor como um todo”, explica José Bassili, gerente de Segurança Ocupacional da entidade. “Importante mencionar que garantiremos a confidencialidade das informações. Tabularemos dados como quantidade de acidentes, dias da semana em que são mais frequentes, faixa etária etc., não só das construtoras, como das subcontratadas envolvidas nas obras, para criar indicadores realmente funcionais”. Entre as construtoras participantes estão: Cyrela, que idealizou o projeto e procurou o Seconci-SP para operacionalizá-lo, Gafisa, Tenda, Bueno Netto, Even, MPD, Racional e Engeform. A intenção do Seconci-SP é ampliar a participação para outras empresas do setor.

Já foram realizados dois encontros para troca de ideias sobre o tema, mas a primeira reunião oficial do grupo de trabalho será em 22 de novembro, às 9h, no Seconci-SP, para a apresentação oficial do projeto à base de clientes da entidade. Todas as construtoras interessadas estão convidadas a participar! A criação dos indicadores e do banco de dados ficará a cargo do Iepac (Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana) do Seconci-SP. O Instituto desenvolve estudos para o setor, em temas como inserção segura de pessoas com deficiência na indústria da construção e os motivos de afastamento dos trabalhadores por doenças.

Fonte: CBIC

 

Cartão Reforma deve dar impulso à construção civil

 O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, voltou a dizer que o país está vivendo um momento importante de recuperação na economia.

 

Ele repetiu que o Brasil superou a maior recessão da história e está crescendo desde o começo do ano. "Com a mudança do governo no ano passado começamos a ter a recuperação da economia que se consolidou a partir do primeiro trimestre deste ano", afirmou, em cerimônia na qual o presidente Michel Temer realizou a entrega simbólica dos primeiros Cartões Reforma. "O Brasil é um paciente que já saiu da UTI e não corre mais riscos", completou.

Ele lembrou que é normal que alguns segmentos cresçam primeiro que outros e ressaltou que é importante que o governo avalie medidas setoriais de estímulo voltadas para os segmentos que ainda não retomaram a atividade.

Meirelles destacou que o setor agrícola está saudável e tem ganhos de produtividade. Ele citou também boa parte dos segmentos de serviços, que apresentam recuperação. "O consumo das famílias mostra resultados muito bons, inclusive na compra de duráveis, que é um investimento feito pelo consumidores. Sendo assim, as vendas de duráveis é um ótimo indicador de confiança", avaliou.

Já sobre os investimentos, o ministro apontou que os investimentos em máquinas e equipamentos vão bem, mas ponderou que os investimentos na construção civil ainda não se recuperaram. "É normal que demore um pouco mais, mas temos que olhar o setor da construção com atenção, porque é um setor que gera muitos empregos e constrói moradias", acrescentou.

Segundo Meirelles, o governo tem atuado em diversas frentes para estimular o setor da construção, inclusive no crédito. "O Cartão Reforma se insere neste trabalho do governo de impulso à construção civil e tem um componente fortíssimo social. O programa beneficia as camadas que de fato precisam dessa ajuda e, desta forma contribui para a melhoria da distribuição de renda", acrescentou.

FONTE: O Povo

 

Os cinco maiores prédios do Brasil

 

Você sabe quais são os prédios mais altos do Brasil? Você sabia que São Paulo, Rio de Janeiro e Recife são as metrópoles brasileiras que estão presentes entre as 25 cidades com maior quantidade de arranha-céus no mundo? Provavelmente você nunca deve ter se perguntado isso enquanto admira essas obras majestosas que o ser humano é capaz de criar. Por isso, elaboramos esse post para matar a sua curiosidade sobre quais são os maiores prédios do Brasil e falar um pouquinho de cada um deles.

O edifício que encabeça essa lista fica localizado na cidade de Balneário Camboriú, no estado de Santa Catarina. O Millennium Palace foi concluído e inaugurado no ano de 2014, tem 177 metros de altura e 46 andares. Esse prédio tem quase o dobro da altura dos outros edifícios que estão localizados ao seu redor, então é muito fácil avista-lo a qualquer distância, pois ele é realmente bem mais alto que os outros.

Em segundo lugar, que perdeu o posto de maior edifício do Brasil para o Millennium Palace, em 2014, temos o Mirante do Vale, que fica localizado na cidade de São Paulo, tem 170 metros de altura e 51 andares. Sua obra foi concluída no ano de 1960 e ele ocupou a primeira posição da lista dos edifícios mais altos do país desde a sua inauguração até 2014, configurando 44 anos de liderança no ranking.

Em terceiro, temos o Edifício Itália, que também fica localizado na cidade de São Paulo. Esse prédio possui 165 metros de altura e também tem 46 andares. Foi inaugurado no ano de 1965 e atualmente é protegido pelo Patrimônio Histórico porque é um dos maiores exemplos de arquitetura verticalizada do país, além de ter se tornado um marco da cidade.

Em quarto lugar, temos mais um edifício da cidade de Balneário Camboriú: o Villa Serena Torre A e Torre B. Esse edifício possui 164 metros de altura e 49 andares, cada um dos prédios, foi inaugurado no ano de 2012 e fica localizado bem no centro dessa cidade turística catarinense.

O Rio de Janeiro é o local onde fica o quinto maior edifício do Brasil. O Rio Sul Center, que também é popularmente conhecido como a Torre Rio Sul, fica em Botafogo, bairro da zona sul carioca, possui 163 metros de altura e 48 andares. Foi inaugurado no ano de 1982 e possui fins comerciais.

A nível de curiosidade: o primeiro prédio de grande porte construído em território brasileiro foi o Sampaio Moreira, na década de 20 – mais precisamente no ano de 1924 – em São Paulo. O primeiro arranha-céu também foi construído na capital Paulista.

Esses são, atualmente, os cinco maiores edifícios do Brasil. Como dissemos, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife são as cidades que mais têm prédios tão altos no país, mas outras cidades como Curitiba, Goiânia, Salvador, Balneário Camboriú e Londrina também merecem destaque nesse tipo de arquitetura. Ao visitar essas cidades, preste atenção na sua arquitetura para que você consiga notar toda a beleza que ela transmite.

Fonte: PTA Rental  

 

 

 

Página Relacionada: Nenhuma Página Informada

Matéria no NoticiadorWeb: Novidades do Rental – 46° Semana de 2017

Autor: MKT PortaldoLocador.com

Data de Publicação: 14/11/2017

Esta notícia já foi visualizada 57 vezes.

Esta notícia ainda não tem comentários.

Deixe um comentário

Nome  
E-mail  
Telefone  

Desejo receber notificações se alguém mais comenta a noticia.



Nossos Parceiros e Associações que fazemos Parte
Veja quem está falando sobre nós